domingo, 31 de março de 2013

LIDOS EM MARÇO

Olá pessoas, aí está a lista de livros que li no mês de março:









Cinquenta Tons de Liberdade - E. L. James (544 pgs)
 
Fiz a resenha desse livro junto com o segundo livro da trilogia;
 
Resenha Cinquenta Tons de Cinza (aqui).




 



A Culpa é das Estrelas - John Green (283 pgs)

A resenha.

"- Podemos nos ver de novo? - perguntou, e havia um nervosismo fofo na voz dele.
Sorri.
- Claro.
- Amanhã?
- Paciência, Gafanhoto - aconselhei - Assim vai parecer que você está ansioso demais.
- Exatamente. Foi por isso que falei 'amanhã'. Quero ver você de novo hoje à noite. Mas estou disposto a esperar a noite toda e boa parte do dia de amanhã." (pág. 39, 40)
 
 






Festa no Covil - Juan Pablo Villalobos (88 pgs)
A resenha

"A paciência é a sua melhor arma, como o grou que não conhece o desespero. Os fracos são reconhecidos pelo movimento. Os fortes, pela imobilidade." (pág. 12)
 
 






Extraordinário - R. J. Palacio (314 pgs)

A resenha

"- 'A grandeza', escreveu Beecher, 'não está em ser forte, mas no uso correto da força... Grande é aquele cuja força conquista mais corações.' " (pág. 305)
 
 








100 Escovadas Antes de Ir para a Cama - Melissa Panarello (157 pgs)

A resenha
 
 











Goosebumps Sorria e Morra - R. L. Stine (96 pgs)

A resenha
 
 
É isso aí! Eu li 6 livros apenas.
 
Parabéns àqueles que conseguem ler mais que 10 livros em um mês.
 
 
;)


sábado, 30 de março de 2013

SORTEIO: COLEÇÃO AS BRUMAS DE AVALON


Se você ainda não tem essa coleção, agora é a sua chance de ganhar.
Os livros são lindos e  vale muito a pena ler.

Participem!!


REGRAS:

1. Ter endereço fixo no Brasil;
2. Seguir o blog publicamente - não aceitarei perfis anônimos;
3. Me seguir no twitter: @Adriane_Rod;
4. Deixar um comentário no post da promoção com nome, e-mail e twitter;
5. Curtir a fanpage do blog no facebook;
6. O sorteio será feito pelo site random.org;
7. Se o sorteado não tiver cumprido todos os quesitos será desclassificado e farei um outro sorteio;
8. O ganhador terá até três dias para responder ao meu e-mail e o blog até 30 dias para enviar o prêmio;


Corram porque essa promoção vai até o dia 01 de junho.



;)

ENTREVISTA COM O ESCRITOR KIAMA

Olá pessoas, tudo bem???
 
Hoje eu venho aqui para deixar a entrevista completa que o Kiama concedeu ao blog por e-mail.

 
Vamos lá...



 



01. O que te levou a escrever esse livro? Algum objetivo em especial?
 
A vontade de escrever jazia dentro de mim desde os 13 anos de idade. Entretanto, foi somente entre os 18 a 19 anos que, olhando para a sociedade angolana, uma sociedade sofredora e batalhadora, onde, em meu imaginário, a mulher ou a mãe é a personagem principal, me fez começar a colocar no papel o sentimento que surgia ao vê-las diante daquele quotidiano que nem sempre era simpático para com elas. Esse é um dos objetivos, isto é, colocar no papel o sofrimento da mãe angolana e outros fatos de uma Angola de ontem, de hoje e de amanhã. O outro objetivo é de poder ajudar crianças órfãs, as quais, penso, necessitam mais do que nós. Portanto, decidi escrever o Ecos d’Angola, também, para doar 50% do lucro, para de um modo ajudá-las nas suas necessidades básicas e espirituais.

 
02. Como foi o processo de criação do livro?
Costumo dizer que toda minha poesia nasce de uma ação, reação; fato, artefato, texto, contexto; amor, desamor etc. Quer dizer, para eu produzir o Ecos d’Angola apenas tive de ver, ouvir ou sentir alguma coisa diferente. Esse ato de ver, ouvir ou sentir levava-me a um momento de inspiração e, em seguida, quando me sentasse logo em frente de um computador ou, na ausência deste, pegasse um papel e uma caneta, aí produzia, aí nascia um verso, uma estrofe, enfim, uma poesia. Simples assim! [Risos]


03. Encontrou dificuldade em algum momento da produção?
Dificuldades, posso dizer que não entrei, até porque eu ia escrevendo-o sem pressas. Tal é assim que comecei a redigi-lo em Angola e somente terminei no Brasil. A maior dificuldade surgiu na hora de encontrar uma Editora para fazer a publicação e, eventualmente, a divulgação. Posso dizer que esse quesito não é fácil, haja vista trata-se de livro de poesia que é relativamente pouco lido atualmente, apesar de as pesquisas demonstrarem o contrário.
 

04. Porque você escolheu escrever poesias? E porque sobre Angola?
Decidi escrever poesia porque acho que precisava de mais tempo, mais concentração, mais estudo e mais pesquisa para escrever outro gênero de livro. Também posso dizer que tenho mais inclinação para resumir vários pensamentos em uma só palavra, em uma só estrofe ou em um só verso. Acho, ainda, a poesia o gênero mais bonito, mais charmoso e mais nobre! [Risos].Agora, o livro fala sobre Angola, porque todo o poeta é influenciado pela formação que recebeu, pela religiosidade que vive e, como não deixaria de ser, pela terra que lhe viu nascer e crescer, ainda mais quando se trata da primeira obra. Comigo não seria diferente. Procurei falar de uma Angola de ontem, de hoje e de amanhã, porque, embora jovem, tenho acompanhado, dentro das minhas limitações, a evolução da história de Angola, o sofrimento do seu povo, o fim da guerra civil e, agora, a luta pela reconstrução. É impossível ver tudo isso e não ter vontade de perpetuar em livro, uma esperança pujante no peito de uma consciência coletiva do povo angolano.


05. Desde quando você escreve?
Como disse acima, escrevo desde os meus 13 anos de idade. Porém, decidi começar a escrever de forma oficial, o Ecos d’Angola, entre os meus 18 a 19 anos, quando abandonei o Seminário Maior de Cristo-Rei, no Huambo, em Angola, onde frequentava o Curso Superior de Filosofia. Nessa etapa, parto para Luanda, capital de Angola, começo a estudar Direito na Universidade Católica de Angola (UCAN) e, aí, inicio a escrever esse poemário intitulado Ecos d’Angola.


06. Quais foram os motivos que te levaram a publicar livro mesmo em um país onde, infelizmente, a leitura quase nunca é prioridade?
Primeiro, gostaria de observar que, embora no Brasil leia-se pouco, em Angola o nível de leitura ainda é menor, portanto, ainda existe motivação para se publicar por cá. Portanto, de qualquer forma, seria mais lido aqui, respeitando essa premissa [Risos]. Agora, é preciso dizer que o livro Ecos d’Angola deu corpo ao Projeto Solidário Ecos d’Angola, cuja finalidade é divulgar a cultura poética angolana e ajudar crianças órfãs do mesmo país. Os potencias membros desse projeto são, além dos angolanos, pessoas que gostem de conhecer novas culturas e amem fazer o bem, amem ajudar o próximo, isto é, que sejam altruístas. O povo do Brasil, de forma geral, e do UNASP, de forma especial, era um público alvo que se identifica à estratégia do Projeto Solidário Ecos d’Angola, portanto, interessava lançar o Ecos d’Angola no Brasil. Além disso, a obra estava sendo publicada na 21ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, que é um evento de tamanha envergadura.


07. No decorrer da escrita, você teve algum bloqueio? Em algum momento ficou sem inspiração para continuar?
Como disse em algum momento nessa entrevista, não houve algum bloqueio, até porque não tinha tempo específico para terminar de escrever o livro. Quanto mais tempo e liberdade para criar e recriar, penso que inexiste espaço para o bloqueio ou falta de inspiração, até porque somente nos sentamos para escrever quando esta nos incomoda ou nos chama para registrarmos as chamas que aquecem o nosso coração.
 
08. Tem planos de escrever outro livro? Já tem data?
Tenho outros livros escritos de poesia, mas não sei se devo publicamos. Talvez me falte coragem [Risos]. Agora, estou a organizar uma Antologia poética que canta a beleza da mulher tradicional angolana, onde convido vários nomes da literatura angolana a dizerem algo sobre essa figura tão marcante e significativa na nossa sociedade, a mulher. Esse é um trabalho em equipe que, penso, estará totalmente compilado até Dezembro deste ano, caso não haja falhas ou atrasos no cronograma de elaboração. Agora, quanto ao trabalho individual que estou a desenvolver e que ainda não tem data para sair, é um romance, cujas personagens principais são um sacerdote angolano e uma prostituta brasileira. É somente isso posso adiantar nesse momento.


09. Quais são os seus escritores favoritos? E seu gênero literário favorito?

Não tenho nem um gênero literário, nem um escritor favorito. Minhas leituras se dividem em poesia e prosa, ficção e produção científica, dependendo muito do momento que estou a viver. Atualmente estou lendo Teoria Geral do Esquecimento de José Eduardo Agualusa, um romancista angolano, que admiro muito seu estilo. Também gosto de ler Mário de Andrade, Machado de Assis e Graciliano Ramos, falando do Brasil.


10. Qual livro você está lendo no momento?

Respondida na pergunta anterior [Risos].


11. E para quem estiver interessado (a) em comprar seu livro, como comprar?
Atualmente, quem estiver interessado pode comprar pela página do Facebook: Projeto Solidário Ecos d’Angola ou mesmo pelo e-mail: emanueldundao@hotmail.com. Decidimos vender dessa forma porque, assim, teremos mais condições de doar 50% do lucro para as crianças órfãs de Angola, já que as livrarias, quando vendem, cobram de 30% a 60% do preço de capa, o que inviabilizaria o Projeto.Quero informar que o Projeto ainda está vido e estamos a nos preparar para entregar a primeira parte da doação, isto é, R$ 13.000,00 para o Lar Bakitha de Luanda.É ainda urgente lembrar que, lendo o Ecos d’Angola o leitor conhece mais sobre Angola, essa nobre terra, e devolve o sorriso a quem realmente precisa, tendo em conta a visão do Projeto Solidário Ecos d’Angola.

12. Eu quero agradecer a você por aceitar o convite em fazer parceria com o blog. Muito obrigada.
Eu é quem agradece por me convidar para responder essas perguntas e, portanto, poder ser entrevistado por essa moça tão inteligente, por quem nutro, e sempre nutri, muita admiração e estima.
 
 
 
Gente, Kiama é um grande amigo meu, que sempre me encanta com a sua destreza com as palavras.

Espero que vocês tenham gostado e até mais.
 
;)

quinta-feira, 28 de março de 2013

PROMOÇÃO - COLEÇÃO O GUIA DO MOCHILEIRO DAS GALÁXIAS


Se você ainda não tem essa coleção, agora é a sua chance de ganhar.
Os livros são lindos e divertidíssimos, vale muito a pena ler.

Participem!!


REGRAS:

1. Ter endereço fixo no Brasil;
2. Seguir o blog publicamente - não aceitarei perfis anônimos;
3. Me seguir no twitter: @Adriane_Rod;
4. Deixar um comentário no post da promoção com nome, e-mail e twitter;
5. O sorteio será feito pelo site random.org;
6. Se o sorteado não tiver cumprido todos os quesitos vai perder e farei um outro sorteio;
7. O ganhador terá até três dias para responder ao meu e-mail e eu terei até 30 dias para enviar o prêmio;
8. Curtir a fanpage. (adicionado em 28.03 e obrigatório para os que participarem do dia 29/03 em diante).


Corram porque essa promoção vai até o dia 04 de maio.



;)

TOP COMENTARISTA - ABRIL

Olá pessoas, tudo bem???

Eu adorei a ideia de fazer um TOP COMENTARISTA, eu participo de vários e me divirto muito, assim sendo, estou trazendo para o meu blog essa ideia.


Então vamos lá...


REGRAS:
* Comentar em qualquer post do blog - não vale post de promoções e resultados deles - dentro do mês de abril, ou seja, só serão válidos comentários postados do dia 1 ao 1 de maio, ok?? Lembrando que vale comentários em todos as postagens do blog, incluindo meses anteriores.;

* Tem que ser comentários plausíveis - comentários como "gostei da resenha", "parabéns pela parceria" não serão contados;

* Comentários feitos em promoções não serão contados;

* Será contado UM comentário por postagem, ok??

* Para confirmar a sua participação, deixe um comentário nesse post dizendo que está participando e deixe seu e-mail para meu controle, ok??;

* O resultado sai em até dois dias após o fim do mês, e o vencedor terá dois dias para responder ao meu e-mail;

* Só concorrerão ao prêmio as dez pessoas que mais comentaram, ok??

* E é claro que tem limite de valor. Até R$ 60,00.



PRÊMIO:
* O vencedor escolherá o seu prêmio - lembrando que será UM ÚNICO LIVRO de escolha do vencedor.
 
 
 
 
 
 
E é isso, se gostou participe.
 
 
;)

quarta-feira, 27 de março de 2013

RESENHA - GOOSEBUMPS - SORRIA E MORRA


SINOPSE

 
 
Greg acha uma câmera velha que encontrou está com defeito. As fotos sempre saem... diferentes. Na foto que Greg tirou, o carro novo do seu pai apareceu todo destruído. Logo depois, o homem sofreu um acidente que quase acabou completamente com o automóvel. É como se a câmera pudesse ver o futuro ou pior, fizesse o futuro acontecer! Os amigos de Greg não acreditam nessa história. Shari até o obrigou a fotografá-la na festa. Só que, quando a foto dói revelada a garota não apareceu nela!SERÁ QUE SHARI SUMIU PARA SEMPRE?




 

COMENTÁRIOS

 
Já imaginou você sumir, ficar dois dias desaparecido e quando voltar simplesmente não conseguir se lembrar o que aconteceu nem aonde estava?? Assustador, não?? Pois a Shari teve essa experiência nada agradável.

Goosebumps é uma série infanto/juvenil de terror muito boa que fez parte da minha infância. São livros curtinhos e de fácil compreensão, os quais decidi reler esse ano. O primeiro da série é o Sorria e Morra e conta a história de quatro amigos – Greg, Shari, Pardal e Michael - que resolveram explorar uma casa abandonada por estarem entediados. Lá Greg encontra uma câmera fotográfica bastante curiosa, as fotos tiradas com ela nunca saem como deveriam ter saído e por causa dessas fotos coisas bastante estranhas acontecem. Será que a máquina prevê ou altera o futuro?

Por ser uma série voltada mais ao público infantil, é possível que muitos jovens/adultos não gostem do livro por não ter aquela história de “tirar o fôlego” e de pura emoção. A história de Sorria e Morra é curta, simples, mas é bastante envolvente.

 
A edição que eu tenho é uma lançada em 2007 – quando eu lia na infância eu pegava emprestado – e é bem bonita e colorida, porém, o revisor o livro deixou um pouco a desejar já que esqueceu vários erros de pontuação e digitação o que sempre estraga a beleza de um livro – mas nada que comprometa a história.

Essa é sem dúvidas uma coleção que quero completar. São 25 livros Goosebumps e mais 11 livros do Goosebumps Horrorland e para eu terminar minha coleção falta muitos.

É claro que dou cinco estrelas o livro.

 
 




SOBRE O AUTOR – R. L. STINE
 
 
 
 É o autor das coleções Fear Street, Nightmare Room, Give Yourself Goosebumps e o extremamente bem-sucedido Goosebumps. OS seus livros emocionantes para adolescentes venderam mais de 250 milhões de cópias em todo o mundo – o suficiente para colocá-lo no Livro dos Recordes Guinnes. O Sr. Stine moram em Nova York com sua mulher Jane e seu filho Matt.









 ;)

terça-feira, 26 de março de 2013

RESENHA - 100 ESCOVADAS ANTES DE IR PARA A CAMA

SINOPSE
No inverno europeu de 2000, longe dos olhos da mãe e do pai, a jovem italiana Melissa Panarello começou a escrever um diário em que relatava, sem pudores e meias palavras, as precoces e variadas experiências sexuais vividas por uma colegial entre os 15 e os 16 anos. A história de Melissa começa quando ela perde a virgindade aos 15 anos de idade. A descoberta de um mundo novo e diferente, o desejo de amar e se sentir amada e a ilusão de encontrar este sentimento através do sexo. É esse o ponto para um relato que mistura de forma provocadora ficção e realidade, num vasto e surpreendente rito de iniciação sexual. Durante dois anos a protagonista do livro experimenta as mais diferentes práticas sexuais, como se desejasse, através delas, transcender o corpo. Sexo grupal com desconhecidos, orgias regadas a drogas, sadomasoquismo, homossexualismo: nada detém sua curiosidade, mas seu prazer é tingido de repulsa e insegurança. Em sua busca desenfreada, Melissa acaba caindo em um túnel escuro de humilhação e dor, onde se arrisca a perder para sempre aquilo que tem de mais precioso: ela mesma. Antes de dormir, Melissa escova cem vezes os longos cabelos, num ritual de purificação quase infantil que constitui, para o leitor, o único lembrete de que se trata, afinal, de uma menina. Um dos motivos que transformaram Cem Escovadas Antes de Ir para a Cama em sensação literária foi a tênue fronteira entre autora e personagem. Além de compartilhar com sua protagonista o nome, Melissa, a jovem autora afirma ter vivido todas as experiências narradas, trocando apenas nomes e datas. Características que fazem de seu relato uma visão da adolescência em um país onde o sexo ainda é cercado de tabus, e um retrato revelador da sexualidade neste começo do século 21.
 
Ufa!! Depois de uma sinopse dessa, nem sei muito o que escrever.
 
COMENTÁRIOS
Eu já havia ouvido falar desse livro e sempre tive a curiosidade em lê-lo, que foi saciada esse ano quando encontrei o livro à venda num sebo e por um preço super barato, de graça. Comprei e me surpreendi muito com a leitura desse diário, em muitos momentos me vi chocada com tamanha ousadia e falta de amor próprio. Que todo adolescente passa por uma fase de descoberta, todo mundo já sabe, mas chegar a ter experiência tais, isso já é de mais para mim.
O livro é um diário que Melissa começou a escrever em 2000 – aos 15 anos – e que manteve por dois anos escrevendo sobre todos os seus sentimentos. Ela se mostra uma menina ainda ingênua em busca de amor, carinho e atenção – que deixa claro não receber de seus pais – e que tenta encontrar em relacionamentos que só a fazem sofrer, se sentir vazia e muito desvalorizada - também pudera!
Por ser conhecida como a adolescente que topa tudo os homens a procuram por puro interesse – saciar seus mais obscuros desejos abusando de uma jovem em fase de descoberta da vida sexual.
O livro possui uma leitura muito fácil de compreender, por se tratar de um diário que tem histórias curtas para cada dia descrito. É também uma leitura chocante e eu gostaria muito de saber como aconteceu a descoberta desse diário até a decisão de publicá-lo. Fico imaginando o desespero dos pais ao ler as experiências de sua filha que para eles – imagino – ainda era uma criança. Será que sentiram que falharam como pais???
O livro deu origem ao filme Cem Escovadas Antes de Dormir que eu não gostei. Eu o assisti antes de ler o livro e confesso que fiquei um pouco perdida na história – elas começam e terminam sem te mostrar um motivo para aquela situação, sem um contexto que é encontrado no livro. O filme é ruim e diversas histórias foram recriadas diferentemente do que realmente aconteceu – não é a toa que a própria Melissa desaprovou o longa.
Para mim essa leitura foi chocante (digo e repito), porque é muito diferente você ler uma história sabendo que aquelas experiências aconteceram de verdade - embora eu tenha as minhas dúvidas se a Melissa viveu mesmo tudo aquilo com tão pouca idade. Mas se ela diz que sim, quem sou eu para dizer o contrário, não é?
É difícil escolher quantas estrelas dar; se vejo a história como uma mera ficção digo que foi bem feita e dou cinco estrelas; mas, se vejo como uma história real é chocante e difícil de dar nota. Se eu der cinco estrelas, vai parecer que apoiei uma história dessas??? Espero que não.
Literariamente falando dou cinco estrelas.
  
 
 
 
SOBRE A AUTORA – MELISSA PANARELLO

Melissa Panarello (Catânia, 3 de dezembro de 1985) é uma escritora erótica italiana. O seu primeiro livro, Cem Escovadas Antes de Ir para a Cama, é um diário verídico que relata sobre sua vida sexual na adolescência, em busca de alguém para amar e ser amada. No livro ela relata experiências que modificaram sua vida ou até mesmo sua personalidade, descobrindo a vida se rendendo aos prazeres carnais.
Procurando encontrar a si e um sentido para sua vida, tentando descobrir o verdadeiro amor, e se ele realmente existe, Melissa tem muitas decepções, até encontrar a pessoa que ela tanto procurou.
Alguém que a ama e a trata como única. Uma pessoa com quem ela pôde se abrir sem medo e se recuperar de todas as decepções do passado.
O livro vendeu mais de meio milhão de cópias, somente na Itália. Baseado no diário de Melissa, teve origem o filme Cem Escovadas Antes de Dormir, desaprovado porém pela maioria dos fãs do livro e também pela própria Melissa.
Em 2005, escreveu o livro l’odore Del Tuo Respiro que ainda não tem tradução em língua portuguesa e em 2006 escreveu In Nome Dell’amore.
 
Até mais

;)

segunda-feira, 25 de março de 2013

RESENHA - EXTRAORDINÁRIO

SINOPSE

August Pullan, o Auggie, nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso, ele nunca havia frequentado uma escola de verdade – até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente – convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros.



  

COMENTÁRIOS

Alguma vez você se olhou no espelho e se sentiu feio, por causa de uma espinha, um corte de cabelo que não deu certo ou qualquer outra razão? Já imaginou ter uma deformidade em seu rosto? E se estivesse no lugar de Auggie, como enfrentaria o mundo? Como se sentiria se te apelidassem de Gollum??
 
O livro Extraordinário foi criado por causa de uma situação vivida pela autora e seus filhos. Em visita a um determinado local público, Palacio se deparou com uma criança que tinha uma deformidade no rosto, que fez seu filho de 3 anos começar a chorar e o mais velho ficar um tanto assustado com a visão. Constrangida com o acontecido, Palacio e seus filhos saíram logo do recinto para evitar mais constrangimentos. E foi por causa desse “incidente” – que foi recriado no enredo - que surgiu o livro Extraordinário que vai ajudar você a encontrar as respostas para as questões iniciais.



Auggie é um menino de 10 anos que nasceu com uma deformidade facial e que está indo à escola pela primeira vez na sua vida – o quinto ano. Com essa mudança de ares, Auggie tem que enfrentar de cabeça erguida situações que aparecerem no dia a dia, já que todas as pessoas que passam por ele na rua fazem cara feia, apontam e cochicham, e desviam os olhares sempre que Auggie os encara; August Pullman – o Auggie – demonstra que é um menino de uma força e coragem incríveis.
Esse livro é simplesmente fantástico, trata sobre bullying, preconceito e demonstra que para muitos a aparência importa, sim – e muito.
 
É de uma leitura super fácil e rápida; a história é contada sobre a visão de personagens diferentes – o que é legal, porque te mostra os dois lados da moeda, como Auggie vê a vida e como os demais personagens veem a mesma situação. No começo eu achei essa ideia de mostrar o ponto de vista de personagens diferentes um pouco chato, porque deixou a história, não repetitiva, mas sem novidade – você lê uma parte toda sobre determinado acontecimento, depois você lê o mesmo acontecimento, mas na visão de outra pessoa. Penso que teria como ter diminuído essas “repetições” e dado à história mais informações, embora o livro continue sendo fantástico.

Impossível fugir do clichê – o Auggie é mesmo Extraordinário.

Cinco estrelas para ele.
 
 

 
 
 
SOBRE A AUTORA – R. J. PALACIO


Palacio atua no mercado editorial norte-americano há mais de duas décadas, atualmente com dupla função: designer gráfica durante o da e escritora à noite. Ela mora em Nova York com o marido, os dois filhos e dois cachorros. Este é seu primeiro livro.


Para difundir a mensagem de Extraordinário, a autora iniciou uma campanha antibullying no site http://choosekind.tumblr.com/, da qual milhares de crianças já participaram.


 
;)

terça-feira, 19 de março de 2013

RESENHA - RISCO CALCULADO

SINOPSE
 
Com este livro Robin Cook pretende chamar a atenção para os perigos que a nossa sociedade corre com a crescente comercialização de drogas capazes de alterar a personalidade. O romance nos fala do encontro de Edward Armstrong, um investigador especializado em psicofarmacologia, e Kimberly Stewart, descendente de uma mulher condenada à morte durante a caça às bruxas, nos Estados Unidos, no séc. XVII. Armstrong é de opinião que o chamado demônio de Salem teve origem no consumo, involuntário, de um fungo com propriedades alucinógenas, que os habitantes de Massachusetts teriam ingerido misturado nos cereais. O investigador recolhe amostras da propriedade dos Stewart, a partir das quais faz a cultura do fungo para poder provar a sua teoria. Das suas investigações surge um antidepressivo com capacidades terapêuticas notáveis, o Ultra, mas acaba por revelar tratar-se de uma substância capaz de provocar efeitos terríveis.
 
 
 
COMENTÁRIOS
 
Todo mundo já ouviu falar, leu ou assistiu algo sobre a caça às bruxas. Já imaginou você ser descendente de uma mulher que tenha sido condenada por praticar a magia negra? Para falar a verdade eu nunca pensei na hipótese.
O livro vai tratar desse assunto logo no começo do livro que será a chave para o desenrolar de todo o enredo. Elizabeth é condenada a morte sob acusações terríveis, mas é 300 anos após sua morte que o namorado de uma descendente dessa possível bruxa descobre o que realmente aconteceu.
O livro consegue prender a atenção de todo leitor que goste de um bom thriller médico, é de uma leitura que considero fácil – embora contenha alguns termos chatos, por se tratar de psicofarmacologia, mas nada que comprometa a compreensão. E não vá pensando que o livro trata de coisas macabras ou sobrenaturais,que você irá se decepcionar.
O legal é que nesse livro o autor conseguiu falar sobre ética na medicina, ambição demasiada e também consegue abordar sobre “o perigo da crescente comercialização de drogas capazes de alterar a personalidade.” (trecho extraído da sinopse).
Eu me apaixonei por Robbin Cook ainda no meu Ensino Médio, quando li Risco Calculado. Já li várias outras obras, mas essa é – de longe – a melhor. Dou cinco estrelas e recomendo a todos.
 
 
 
SOBRE O AUTOR - ROBIN COOK
 
Médico e escritor, Robin Cook é largamente creditado como o introdutor do termo 'médico' como um gênero literário. Por isso, 20 anos depois do lançamento de seu primeiro livro, "Coma", ele continua a dominar a categoria que ele mesmo criou.

Cook combinou com sucesso fatos médicos com fantasia para produzir uma sucessão de 'Best Sellers' do "The New York Times", incluindo: Mutação (1989), Sinais Vitais (1991), Cego (1992), Terminal (1993), Cura Fatal (1994), Contágio (1996), Cromossomo 6 (1997) e Toxina (1998).

Em cada uma de suas obras, Robin Cook busca escrever sobre os bastidores da prática médica atual. Explorou, entre outras coisas, a doação de órgãos, engenharia genética, a fecundação in vitro, pesquisas sobre drogas e transplantes de órgãos.
 
;)

quarta-feira, 13 de março de 2013

PARCERIA COM DANILO VECCHI

Olá pessoas, tudo bem???
 
Estou aqui hoje para anuncio mais uma parceria, dessa vez com o Danilo Vecchi que lançou o seu livro “Além do Céu e do Inferno” no dia 16/03 às 17:00 na Livraria da Silvia, em Londrina/PR.

Vamos conhecer um pouco mais sobre ele e sua obra.
 

SINOPSE

Natalie Zeniek nunca imaginou que, pouco antes de completar dezoito anos, teria sua vida completamente mudada. Após um incidente, dons sobrenaturais começaram a fazer parte da sua rotina, como o de enxergar os anjos e demônios que estavam em Polsher. O que Natalie não sabia é que o contato com um desses seres, Carsten, um jovem demônio caçador de anjos, que chamava atenção pela sua beleza, traria consequências irreparáveis, que afetaria sua família e todos que estavam a sua volta. Estar entre as forças do bem e do mal, era o seu último desejo, mesmo que seu coração falasse mais alto, e que sua própria vida estivesse em perigo, ela estava sendo guiada pelo desejo do seu coração. Em pouco tempo, Natalie se viu no meio de uma guerra que durava mais de 400 anos, onde anjos e arcanjos a protegiam, seres da escuridão a feriam e um demônio, que nem mesmo sabia o significado desse sentimento, a amava. Sem respostas sobre o que estava acontecendo, e até mesmo sobre o que ela era, Natalie via sua vida tomar um rumo diferente daquilo que planejou, talvez por consequências de suas escolhas, ou apenas por um propósito maior, escrito no mundo celeste. Esta história é o início de uma saga, que mostra que onde existe amor de verdade, nem mesmo o coração mais negro e cheio de maldade prevalece, nem que para isso, esse amor precise ir além do céu e do inferno.

Leia a resenha.
Mais detalhes sobre os personagens (aqui).

O
livro já está à venda no site da Saraiva.
 
 
 
SOBRE O AUTOR



Danilo Vecchi é professor de línguas estrangeiras, formado em administração de empresas. Vive na cidade de Londrina no Paraná. Sempre muito ligado ao mundo fantasioso dos livros e jogos. Decidiu exteriorizar em uma obra, o mundo de anjos e demônios presente em sua mente, graças ao incentivo de alguns alunos, nos intervalos de suas aulas. Além do Céu e do Inferno é o primeiro livro de uma saga, e sua estreia literária.
 
 
 
 
LINKS RELACIONADOS

 
Em breve, uma entrevista exclusiva com o autor e também uma resenha sobre o livro.
 
 
;)
 

RESENHA - FESTA NO COVIL

SINOPSE


Tochtli é um pequeno príncipe herdeiro do narcotráfico mexicano. Fechado numa fortaleza no meio do nada engana a solidão colecionando chapéus e palavras exóticas. Yolcault é o rei. Ele pode tudo e lhe dá tudo. Só não deixa que o garoto o chame de pai nem que entre em certos quartos proibidos. Mas Tochtli tem uma inteligência fulminante e três chapéus de detetive e com eles investiga noite e dia os enigmas desse reino. Ele também tem uma ideia fixa: completar seu minizoológico com hipopótamos anões da Libéria. E é bem capaz de conseguir que o rei atenda seu desejo.





COMENTÁRIOS


Quem nunca pensou em ler o dicionário todos os dias e aprender uma palavra nova?? Eu já, mas nunca consegui levar isso a diante. Mas o menino Tochtli consegue. Ele, todos os dias, antes de dormir lê o dicionário e agrega uma palavra em seu vocabulário.

Tochtli é um menino muito inteligente e leva uma vida bastante peculiar; é colecionador de chapéus, tem um minizoológico em seu quintal e vive com o pai em um lugar que ele denomina de palácio.

A vida que ele leva é bastante solitária. Nunca sai de casa, não tem amigos, estuda em casa com uma espécie de tutor, só conhece umas 15 pessoas em sua vida toda e é filho de Yocault, o rei do narcotráfico no México.

O que há de mais impressionante no livro é a naturalidade que Tochtli tem para encarar a vida que leva. Ele vê no jornal todos os dias pessoas mortas, decapitações, esquartejamentos e não fica nem um pouco abalado, como se isso fosse algo muito comum para ele. Ele conta coisas desse tipo – o livro é narrado em primeira pessoa e Tochtli é o narrador – a todo momento. Em uma parte – e foi a que mais me chocou – ele escreve:

 
“Pra guardar os restos humanos você não usa cestos nem caixas de brandy reserva, mas sacolas de supermercado, como se no supermercado você pudesse comprar restos humanos. No supermercado o máximo que dá pra comprar são os restos das vacas, dos porcos e das galinhas. Acho que se o mercado vendesse cabeças cortadas as pessoas as usariam pra fazer pozole (uma comida). Mas antes iam ter que tirar o cabelo, como fazem com as penas das galinas. Nós carecas íamos custar mais caro, porque já podíamos ir direto pro pozole.”


Chocante, não é? Pois é, mas para ele parece ser uma coisa muito comum e o livro não deixa bem claro o que o menino já presenciou.

O livro trás uma narrativa bem-humorada e divertida e eu gostei muito do livro, é uma história bem diferente e não trata de zumbis nem vampiros ou lobos – que vemos em voga na atualidade; trata de uma história bastante comum para crianças que crescem em meio ao narcotráfico.
Uma coisa bastante curiosa, são os nomes dos personagens, todos muito diferentes. Por exemplo: Itzpapalotl; Cinteotl; Yolcaut; Mistli; Mazatzin e por aí vai... E se tratando de coisas curiosas, Tochtli tem uma certa fixação com cabeças: cabeças cortadas.

Dou 5 estrelas ao livro e recomendo a todos.



 

SOBRE O AUTOR - JUAN PABLO VILLALOBOS



Nasceu em 1973, em Guadalajara, México, e atualmente mora no Brasil. É autor de contos, crônicas de viagem e crítica literária e de cinema. Festa no covil é seu primeiro romance. Editado originalmente na Espanha, já foi traduzido na Alemanha, Reino Unido, Holanda e França, e tem lançamento previsto em mais sete países, incluindo Itália, EUA, Israel e Turquia. A edição britânica foi selecionada pelo jornal The Guardian entre os cinco finalistas do First Book Award.

 





 
;)

terça-feira, 12 de março de 2013

SUPER DESCONTO NO SUBMARINO

Olá pessoas, tudo bem???

Acabei de ver um super desconto IMPERDÍVEL lá no submarino. São 100 best-sellers por R$9,90 cada. Siiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiim, corra lá garanta os seus porque eu já garante 4 livros para mim :D

Confiram aqui

Não sei até quando vai durar esse super desconto, então corram!!

;)

RESENHA CINQUENTA TONS: MAIS ESCUROS E DE LIBERDADE

SINOPSE - Cinquenta Tons Mais Escuros

Assustada com os segredos obscuros do belo e atormentado Christian Grey, Ana Steele põe um ponto final em seu relacionamento com o jovem empresário e concentra-se em sua nova carreira, numa editora de livros. Mas o desejo por Grey domina cada pensamento de Ana e, quando ele propõe um novo acordo, ela não consegue resistir. Em pouco tempo, Ana descobre mais sobre o angustiante passado de seu amargurado e dominador parceiro do que jamais imaginou ser possível. Enquanto Christian tenta se livrar de seus demônios interiores, Ana se vê diante da decisão mais importante da sua vida.

 




SINOPSE - Cinquenta Tons de Liberdade

Quando a ingênua Anastasia Steele conheceu o jovem empresário Christian Grey, teve início um sensual caso de amor que mudou a vida dos dois irrevogavelmente. Chocada, intrigada e, por fim, repelida pelas estranhas exigências sexuais de Christian, Ana exige um comprometimento mais profundo. Determinado a não perdê-la, ele concorda. Agora, Ana e Christian têm tudo: amor, paixão, intimidade, riqueza e um mundo de possibilidades a sua frente. Mas Ana sabe que o relacionamento não será fácil, e a vida a dois reserva desafios que nenhum deles seria capaz de imaginar. Ana precisa se ajustar ao mundo de opulência de Grey sem sacrificar sua identidade. E ele precisa aprender a dominar seu impulso controlador e se livrar do que o atormentava no passado. Quando parece que a força dessa união vai vencer qualquer obstáculo, a malícia, o infortúnio e o destino conspiram para transformar os piores medos de Ana em realidade.
 
 


COMENTÁRIOS

Cheguei ao fim de uma das trilogias mais comentadas do momento – Cinquenta tons – e o que eu tenho a dizer é que eu gostei e não gostei. Já fiz a resenha do primeiro livro (leia aqui) e posso dizer que a mesma impressão que tive do primeiro é a que tive dos outros dois livros que completam a trilogia.

Gostei da história de amor de Christian e Ana, embora eu ache que três livros tenha sido um exagero - teria resumido o enredo em apenas um livro; tirado os excessos de palavras e expressões que - a meu ver - deixaram os livros cansativos e um pouco chatos; teria tirado a parte toda de sacanagem – eu sei que isso ajudou o livro a fazer sucesso, mas eu não gostei; e teria elaborado melhor as frases, achei simplório de mais. Enfim, um livro bastaria para contar a história do casal.

Quando comecei a ler o segundo, depois o terceiro, não acreditava que os dois pudessem me surpreender e em muitos momentos cheguei a crer que abandonaria a leitura, só que em muitos outros momentos da leitura me peguei curtindo e até ansiosa para saber o que estava por vir e isso foi de grande surpresa. Posso até dizer que foram esses momentos emocionantes que me levaram ao final do terceiro livro.
 
Não é uma leitura que recomendo, nem uma que vou reler, mas posso dizer que não foi uma perda total do meu tempo nem os piores livros lidos na minha vida. Por isso eu dou 3 estrelas para cada um dos livros que compõem a trilogia.


 
 
 
;)