ADRIANE ROD

ADRIANE ROD
Trabalho como tradutora freelancer do inglês/português e também faço revisão ortográfica de livros, revistas, reportagens, tccs etc. ;) Sou estudante de Tradutor e Intérprete; blogueira; amante da literatura e apaixonada por livros.

SEGUIDORES

O QUE ANDO LENDO

PARTICIPE DO BOOK TOUR

BOOK TOUR

BOOK TOUR
Promovido por Fulana Leitora

tii

tii

DESAFIO LITERÁRIO

DESAFIO LITERÁRIO
Promovido por Babi e Juh

EDITORA PARCEIRA

EDITORA PARCEIRA
Editora Gente

Editora Parceira

Editora Parceira
ÚNICA Editora

Editora Parceira

Editora Parceira
Editora Oxigênio

AUTORES PARCEIROS

AUTORES PARCEIROS
Conheça todos os parceiros
Tecnologia do Blogger.

BLOGS PARCEIROS

ESTATÍSTICAS

PESQUISA

Carregando...
terça-feira, 26 de março de 2013
SINOPSE
No inverno europeu de 2000, longe dos olhos da mãe e do pai, a jovem italiana Melissa Panarello começou a escrever um diário em que relatava, sem pudores e meias palavras, as precoces e variadas experiências sexuais vividas por uma colegial entre os 15 e os 16 anos. A história de Melissa começa quando ela perde a virgindade aos 15 anos de idade. A descoberta de um mundo novo e diferente, o desejo de amar e se sentir amada e a ilusão de encontrar este sentimento através do sexo. É esse o ponto para um relato que mistura de forma provocadora ficção e realidade, num vasto e surpreendente rito de iniciação sexual. Durante dois anos a protagonista do livro experimenta as mais diferentes práticas sexuais, como se desejasse, através delas, transcender o corpo. Sexo grupal com desconhecidos, orgias regadas a drogas, sadomasoquismo, homossexualismo: nada detém sua curiosidade, mas seu prazer é tingido de repulsa e insegurança. Em sua busca desenfreada, Melissa acaba caindo em um túnel escuro de humilhação e dor, onde se arrisca a perder para sempre aquilo que tem de mais precioso: ela mesma. Antes de dormir, Melissa escova cem vezes os longos cabelos, num ritual de purificação quase infantil que constitui, para o leitor, o único lembrete de que se trata, afinal, de uma menina. Um dos motivos que transformaram Cem Escovadas Antes de Ir para a Cama em sensação literária foi a tênue fronteira entre autora e personagem. Além de compartilhar com sua protagonista o nome, Melissa, a jovem autora afirma ter vivido todas as experiências narradas, trocando apenas nomes e datas. Características que fazem de seu relato uma visão da adolescência em um país onde o sexo ainda é cercado de tabus, e um retrato revelador da sexualidade neste começo do século 21.
 
Ufa!! Depois de uma sinopse dessa, nem sei muito o que escrever.
 
COMENTÁRIOS
Eu já havia ouvido falar desse livro e sempre tive a curiosidade em lê-lo, que foi saciada esse ano quando encontrei o livro à venda num sebo e por um preço super barato, de graça. Comprei e me surpreendi muito com a leitura desse diário, em muitos momentos me vi chocada com tamanha ousadia e falta de amor próprio. Que todo adolescente passa por uma fase de descoberta, todo mundo já sabe, mas chegar a ter experiência tais, isso já é de mais para mim.
O livro é um diário que Melissa começou a escrever em 2000 – aos 15 anos – e que manteve por dois anos escrevendo sobre todos os seus sentimentos. Ela se mostra uma menina ainda ingênua em busca de amor, carinho e atenção – que deixa claro não receber de seus pais – e que tenta encontrar em relacionamentos que só a fazem sofrer, se sentir vazia e muito desvalorizada - também pudera!
Por ser conhecida como a adolescente que topa tudo os homens a procuram por puro interesse – saciar seus mais obscuros desejos abusando de uma jovem em fase de descoberta da vida sexual.
O livro possui uma leitura muito fácil de compreender, por se tratar de um diário que tem histórias curtas para cada dia descrito. É também uma leitura chocante e eu gostaria muito de saber como aconteceu a descoberta desse diário até a decisão de publicá-lo. Fico imaginando o desespero dos pais ao ler as experiências de sua filha que para eles – imagino – ainda era uma criança. Será que sentiram que falharam como pais???
O livro deu origem ao filme Cem Escovadas Antes de Dormir que eu não gostei. Eu o assisti antes de ler o livro e confesso que fiquei um pouco perdida na história – elas começam e terminam sem te mostrar um motivo para aquela situação, sem um contexto que é encontrado no livro. O filme é ruim e diversas histórias foram recriadas diferentemente do que realmente aconteceu – não é a toa que a própria Melissa desaprovou o longa.
Para mim essa leitura foi chocante (digo e repito), porque é muito diferente você ler uma história sabendo que aquelas experiências aconteceram de verdade - embora eu tenha as minhas dúvidas se a Melissa viveu mesmo tudo aquilo com tão pouca idade. Mas se ela diz que sim, quem sou eu para dizer o contrário, não é?
É difícil escolher quantas estrelas dar; se vejo a história como uma mera ficção digo que foi bem feita e dou cinco estrelas; mas, se vejo como uma história real é chocante e difícil de dar nota. Se eu der cinco estrelas, vai parecer que apoiei uma história dessas??? Espero que não.
Literariamente falando dou cinco estrelas.
  
 
 
 
SOBRE A AUTORA – MELISSA PANARELLO

Melissa Panarello (Catânia, 3 de dezembro de 1985) é uma escritora erótica italiana. O seu primeiro livro, Cem Escovadas Antes de Ir para a Cama, é um diário verídico que relata sobre sua vida sexual na adolescência, em busca de alguém para amar e ser amada. No livro ela relata experiências que modificaram sua vida ou até mesmo sua personalidade, descobrindo a vida se rendendo aos prazeres carnais.
Procurando encontrar a si e um sentido para sua vida, tentando descobrir o verdadeiro amor, e se ele realmente existe, Melissa tem muitas decepções, até encontrar a pessoa que ela tanto procurou.
Alguém que a ama e a trata como única. Uma pessoa com quem ela pôde se abrir sem medo e se recuperar de todas as decepções do passado.
O livro vendeu mais de meio milhão de cópias, somente na Itália. Baseado no diário de Melissa, teve origem o filme Cem Escovadas Antes de Dormir, desaprovado porém pela maioria dos fãs do livro e também pela própria Melissa.
Em 2005, escreveu o livro l’odore Del Tuo Respiro que ainda não tem tradução em língua portuguesa e em 2006 escreveu In Nome Dell’amore.
 
Até mais

;)

8 comentários :

Thamires Rodrigues disse...

Esse livro mexeu comigo e olha que só li a sinopse e uma resenha. '-' Quero estar andando por sebos por ai e esbarrar sem querer com ele, como aconteceu contigo.

Adriane Rod disse...

Vai achar sim, sebos são ótimos para encontrar livros que procuramos.

;)

Naty disse...

Não sabia que o livro era um diário real e muito menos que tinha um filme baseado nele. Confesso que esse é um livro que não me interessa ler, não tenho muita paciência com esses dramas adolescentes.

Adriane Rod disse...

Te entendo, eu também não curti esses dramas. Li porque eu realmente tinha uma grande curiosidade, mas me choquei um pouco. :p

Clara Beatriz disse...

Acredita que eu não conhecia o livro? Gostei bastante da resenha, adoro esses livros que nos surpreende! Vou procurar saber mais sobre ele!

Andreza Galvão disse...

Oi, Adriane! Por não gostar dessa temática erótica não me interesso por esse livro!

Jorge Mota disse...

Essas temática já estão saturando o mundo da literatura... que nem a de vampiros quando bombou...=P

Eu fiz foi rir do título quando vi...=P

Jônatas Amaral disse...

Um livro que me parece ser bem chocante.
Não busco uma leitura assim nesse tempo da minha vida, mas vou deixar anotado, achei interessante, e talvez seja algo que me ajude no futuro em trabalhos acadêmicos. quem sabe?
Achei a resenha muito boa, me instigante.
Parabéns!!!

Jônatas Amaral
http://alma-critica.blogspot.com.br/